Parcerias

Universidades, Institutos e Redes do Exterior

University of British Columbia (Canadá), Universidad Nacional del Litoral (Argentina), Universidad de la Republica (Uruguai), Lakehead University (Canadá), Universidad de Missiones (Argentina), Pontificia Universidad Bolivariana (Colômbia), Universidad Nacional Complutense (Espanha), University of Boras (Suécia), Laboratório Nacional de Energia e Geologia (Portugal), Graz University of Technology (Áustria), Universität für Bodenkultur (Áustria), Centre de Coopération Internationale en Recherche Agronomique pour le Développement (CIRAD, França)

Rede CYTED Provalor (Productos de Valor Agregado a Partir de Residuos Agro y Forestoindustriales), Red Iberoamericana de Docencia e Investigación en Celulosa y Papel (RIADICYP)

Universidades Brasileiras e Redes de Cooperação

Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal de Lavras, Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal de São Carlos, Universidade Federal do Rio Grande, Fundação da Universidade Regional de Blumenau, Universidade Estadual de Maringá, Universidade Estadual de Londrina, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Universidade Tiradentes, Universidade de São Paulo, Universidade de Caxias do Sul

Rede Brasileira de Produção e Uso de Biodiesel (RBTB), Rede de pesquisa, desenvolvimento e inovação em tecnologias para produção e uso de biodieseis derivados de óleos de algas (Rede FINEP, liderada pelo Prof. Nelson Antoniosi Filho da UFG)

INCTs e Outros Institutos de Pesquisa Nacionais

Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Energia e Ambiente (INCT Energia e Ambiente), Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Bioetanol, Instituto de Pesquisa do Estado de São Paulo (IPT), Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Centro de Tecnologia Canavieira (CTC)

Empresas

Novozymes Latin America (Araucária) & Novozymes AS (Dinamarca)

O professor colabora em projetos de pesquisa com a Novozymes na área de etanol celulósico e de síntese enzimática de ésteres graxos (biodiesel). Em uma destas interações, o grupo fez parte de projeto, intitulado CaneBioFuel (www.canebiofuel.com), que foi coordenado pela empresa e financiado pela Comunidade Européia (Programa FP7). A Novozymes também foi interveniente em dois projetos de pesquisa do grupo junto à FINEP e ao CNPq.


Houghton do Brasil

A empresa foi interveniente de projeto FINEP coordenado pelo professor na área de oleoquímica, envolvendo polímeros derivados de óleos vegetais como o óleo de mamona.


Ioto International

A empresa tem sido parceira em vários projetos, atuando como interveniente em propostas encaminhadas à FINEP e ao CNPq principalmente na área de oleoquímica e gliceroquímica.


Tecbio - Tecnologias Bioenergéticas

A Tecbio foi interveniente em dois projetos de pesquisa coordenados pelo professor junto à FINEP, cujos temas estão relacionados ao desenvolvimento de catalisadores para a síntese de biodiesel e a valorização de coprodutos (glicerina, tortas e farelos) de sua cadeia de produção.


Calmec Máquinas e Equipamentos Ltda

O professor está desenvolvendo projetos tecnológicos na área de produção de biocombustíveis de segunda geração (etanol celulósico e biodiesel de fontes não convencionais).


Lactec - Laboratório de Tecnologia para o Desenvolvimento

O grupo teve e ainda mantém vários projetos em parceria com o Lactec para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis para o setor elétrico. Em outro projeto, o grupo colaborou em estratégias para caracterizar e controlar as emissões de motores do ciclo Diesel.


Tecpar - Instituto de Tecnologia do Paraná

O professor manteve colaboração em vários projetos de pesquisa com o Tecpar e com Centro de Referência em Biocombustíveis (CERBIO), particularmente em temas como tecnologias de produção e controle de qualidade do biodiesel.


Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo

O professor colaborou em projetos de pesquisa liderados pelo IPT na área de etanol celulósico.


Outras parceiras...

Além das empresas mencionadas acima, projetos também já foram realizados com apoio do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), Corn Products Brasil, Klabin Fabricante de Papel e Celulose, Ripasa Papel e Celulose, Evonik/Degussa, Risotolândia Indústria e Comércio de Alimentos, IMCOPA Indústria de Óleos Vegetais, Indústria Sucroalcooeira Melhoramentos S/A e Embrapa-Soja (Londrina, PR).