No meio científico, a realização de pesquisas é uma etapa essencial para o avanço. São necessárias muitas horas de dedicação para se obter um resultado adequado e que possa ser utilizado.
Uma das etapas mais importantes na área de Pesquisa e Desenvolvimento, por exemplo, é a etapa de tratamento de dados. Nela a grande quantidade de dados coletados passam por diversas técnicas para escolher quais se enquadram melhor na pesquisa a ser realizada e como utilizá-las. 
Na sequência iremos conhecer três softwares que são grandes aliados na etapa de tratamento de dados! 
OriginPro
O Origin é um software gráfico para análise de dados e estatística desenvolvido pela Originlab, visando o tratamento de dados de maneira gráfica e precisa.
Fonte imagem: Originlab
O software é muito completo e permite ao usuário tratar uma grande quantidade de dados coletados de maneira organizada e científica. Seu diferencial é que oferece ao usuário uma interface de fácil uso para iniciantes, combinando com a habilidade de realizar customizações mais avançadas aos dados, na medida em que o usuário se torna mais familiarizado com o sistema.
Clique aqui para conhecer mais sobre o software na página da Originlab! 
Mendeley
Fonte imagem: Mendeley.com
O Mendeley é um software gratuito que fornece a opção de gerenciar as suas referências, automatizando referências, além de oferecer uma uma rede social acadêmica que possibilita a conexão com pesquisadores de todo o mundo. 
Criado por três alemães em 2008, o programa foi tão bem sucedido que foi comprado pela Elsevier – uma gigante no ramo de pesquisas científicas – em 2013. 
Através dele é possível organizar uma biblioteca de artigos lidos e selecionados, tornando o tratamento de dados muito mais fácil e acessível.
Para conhecer mais sobre a plataforma clique aqui
The R Project for Statistical Computing
A linguagem de programação R é um software voltado para a manipulação, análise e visualização de dados, permitindo a realização de diversas análises matemáticas e estatísticas. 
Desenvolvido por dois pesquisadores do departamento de Estatística da Universidade Auckland, na Nova Zelândia, o R confere ao tratamento de dados uma abordagem versátil, já que  por meio dele é possível manipular uma grande quantidade de dados.
Fonte imagem: Site Ciência e dados
Em suma, a linguagem de programação R acaba auxiliando tanto na coleta, quanto no tratamento e transformação de dados!
Essas foram três indicações de ferramentas virtuais no âmbito de tratamento de dados que podem ser grandes aliados no meio científico. A compreensão da importância que a etapa de tratamento de dados é fundamental para o avanço de áreas como a de Pesquisa e Desenvolvimento, por exemplo. 
A Isomeria – Soluções em Química é especialista na área de Pesquisa e Desenvolvimento, possuindo tanto experiência quanto recursos para oferecer a melhor solução para a sua empresa. Entre em contato! 
Referência: blog.betrybe.com
Por: Letícia Lima Ludovico
Scroll to top